Tudo novo, de novo

00:49


 Sabe aqueles momentos que você quer voltar para o amor bandido, mas os novos horizontes tampam sua visão? É justamente assim que eu me sinto agora. É como se eu fosse um cachorrinho - daqueles com cara de pidão - e tivesse comido o sapato mais caro do dono, indo com o sapato na boca e o rabinho entre as pernas... Estou assim.

 Já desisti mil vezes de escrever aqui e mesmo assim eu volto atrás. Sei lá, sei que aqui eu posso falar o que eu penso, sinto, o que me der vontade. Vejo tantos blogs maneiros que se - corrompem - pelo dinheiro e a fama que esse universo trás... em contrapartida vejo outros simples, que continuam na batalha de apenas desabafar. Mesmo que ninguém leia.

 Vez ou outra bate uma vontade de contar para alguém sobre um livro maneiro que li (tenho 6 para começar ainda nessas férias). Semana passada assisti um filme muito bom, daqueles que dão dor na barriga de tanto rir, mas senti necessidade de contar o tanto que esse filme era bom, e decidi que era hora de voltar e falar aqui essas besteirinhas que faz falta ter alguém para contar.

 Espero que agora mais madura, eu possa fazer desse meu diário virtual, realmente um diário. Sem viver aquilo que eu não vivo, apenas sendo eu, contando os meus segredos. Os segredos da Geovanna.

 Mudei o layout, as manias, os livros, troquei as músicas que eu ouvia ao escrever e pintei o cabelo. Tudo nessa semana, inclusive, troquei de idade há 2 dias. Espero que agora eu engate nesse diário e que seja de fato, tudo novo, de novo.

Geovanna

Você também poderá gostar

0 comentários